JUÍZO IMEDIATO E NÃO IMEDIATO – Luciano Subirá

02/03/2021

Nem tudo o que fazemos de errado será, necessariamente, exposto de imediato, ou mesmo nesta vida. Algumas coisas demoram para vir à luz. Outras talvez só sejam reveladas no dia do juízo. E a Bíblia mostra a distinção:

“Os pecados de alguns homens são notórios e levam a juízo, ao passo que os de outros só mais tarde se manifestam.” 1 Timóteo 5.24

O que, exatamente, leva cada tipo de pecado a ser revelado antes ou depois, eu não sei. Prefiro creditar isso na conta da soberania do Deus que sabe muito bem tudo que faz. O certo é que tudo será julgado, ainda que possa ocorrer em tempos distintos na vida das pessoas.

Um dos motivos pelos quais desconfio que o juízo nem sempre se dê imediatamente é a expectativa de Deus pelo arrependimento. Um exemplo pode ser encontrado também na carta à Igreja de Tiatira, no Apocalipse quando o Senhor repreende uma mulher que é chamada de Jezabel:

“Dei-lhe tempo para que se arrependesse; ela, todavia, não quer arrepender-se da sua prostituição. Eis que a prostro de cama, bem como em grande tribulação os que com ela adulteram, caso não se arrependam das obras que ela incita. Matarei os seus filhos, e todas as igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda mentes e corações, e vos darei a cada um segundo as vossas obras.” Apocalipse 2.21-23

Muitos não entendem a longanimidade divina e interpretam como impunidade. Deus disse que, antes de trazer juízo, dá tempo para haver arrependimento. Ou seja, uma das razões para que o juízo não seja imediato é a misericórdia divina. Tiago, o irmão do Senhor, afirmou que “a misericórdia triunfa sobre o juízo” (Tg 2.13). Podemos dizer que ela precede o juízo, para que este não seja necessário. Mas quando a misericórdia é desprezada, o juízo certamente se manifestará!

Independentemente de as pessoas se arrependerem ou não, o que determinaria juízo imediato ou posterior, as Sagradas Escrituras ensinam que Deus julgará os segredos dos homens:

“No dia em que Deus, por meio de Cristo Jesus, julgar os segredos dos homens, de conformidade com o meu evangelho.” Romanos 2.16

Sim, é isso mesmo que o apóstolo Paulo está afirmando. Os segredos dos homens serão julgados! Isso implica que eles sejam primeiro revelados, antes de receberem a manifestação do juízo.

Mais do que reputação, devemos manifestar caráter – aquilo que devemos ser aos olhos de Deus mesmo que ninguém mais nos veja. Ou seja, devemos viver conscientes de que Deus sempre nos vê e o que somos, devemos ser por causa dEle, não dos outros, quer nos vejam ou não. Primeiramente por amor, mas também por profundo temor e senso de responsabilidade. Encerro com a poderosa declaração de Smith Wigglesworth:

“Deveríamos estar mais preocupados com um caráter nobre e rico do que com uma boa reputação. A popularidade pode ser alcançada muito rapidamente, mas um caráter nobre é o produto de anos de treinamento e disciplina divinos.”

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Autor: Luciano P. Subirá. É o responsável pelo Orvalho.Com – um ministério de ensino bíblico ao Corpo de Cristo. Também é pastor da Comunidade Alcance em Curitiba/PR. Casado com Kelly, é pai de dois filhos: Israel e Lissa.

Newsletter

Onde Estamos

SEDE ADMINISTRATIVA
Rua Maranhão, 1039
Água Verde - Curitiba/PR
CEP: 80610-000

Fale Conosco

contato@orvalho.com