[NCDP] SERPENTE DE BRONZE – Luciano Subirá

07/02/2019

Gravado em Petra na Jordânia o episódio de hoje fala sobre SERPENTE DE BRONZE tendo como texto base Nm 21:4 que diz:

Então, partiram do monte Hor, pelo caminho do mar Vermelho, a rodear a terra de Edom, porém o povo se tornou impaciente no caminho. E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito, para que morramos neste deserto, onde não há pão nem água? E a nossa alma tem fastio deste pão vil. Então, o SENHOR mandou entre o povo serpentes abrasadoras, que mordiam o povo; e morreram muitos do povo de Israel. Veio o povo a Moisés e disse: Havemos pecado, porque temos falado contra o SENHOR e contra ti; ora ao SENHOR que tire de nós as serpentes. Então, Moisés orou pelo povo. Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá. Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava.

Nós temos nesse relato do Velho Testamento um episódio que soa até um tanto quanto místico. É óbvio que não havia nenhum poder naquela serpente, ela não tinha nada de especial, ela não tinha nada de sagrado, não era uma espécie de talismã. A maior prova disso é que em II Reis 18:04 a palavra de Deus diz que Ezequias destruiu essa serpente de bronze muitos anos a frente. Ela tinha se tornado objeto de idolatria, algo que Deus nunca quis. Então, a força dessa mensagem não está na serpente levantada por Moisés, mas no que ela significa, na mensagem que ela comunica. E lá no Evangelho de João nós conseguimos entender a perspectiva desse texto vinda do próprio Jesus.

SERPENTE DE BRONZE – Luciano Subirá

Newsletter

Onde Estamos

SEDE ADMINISTRATIVA
Rua Maranhão, 1039
Água Verde - Curitiba/PR
CEP: 80610-000

Fale Conosco

contato@orvalho.com